São Paulo, 31 de agosto de 2016
 

Os principais desafios da saúde suplementar e o futuro do Sistema Unimed foram discutidos nos últimos dias 25 e 26 de agosto durante o Fórum de Dirigentes Unimed, em São Paulo. O evento, realizado pela Central Nacional Unimed com o apoio da Unimed do Brasil, teve a presença de 200 profissionais.

Para dar início ao evento, foram chamados Mohamad Akl, presidente da CNU; Eudes de Freitas Aquino, presidente da Unimed do Brasil; Helton Freitas, presidente da Seguros Unimed; Nilson Luiz May, presidente da Unimed Participações; e João Batista Caetano, presidente da Fundação Unimed.

Caetano foi o primeiro a falar e anunciou: “agora a Fundação também tem a Faculdade Unimed, para que nossos colaboradores possam aprender ainda mais sobre cooperativismo e gestão hospitalar, demanda grande no Brasil”, afirmou.

A importância do encontro para o Sistema Unimed foi exaltada por Helton Freitas “Em nome da Seguros Unimed saúdo e cumprimento a realização do evento. Juntos definiremos os caminhos a serem seguidos daqui para frente. O momento nos indaga a sermos protagonistas e nos pede uma postura ativa diante dos desafios”.

May também falou sobre o evento: “esse é um dos encontros mais importantes para nós. A forma como é realizado mostra a importância de termos uma participação atuante e significativa diante das posições que assumimos”.

Uma reestruturação no Sistema Unimed foi sugerida por Aquino. “Se estivermos prontos para mudar, sairemos com outra roupagem. Precisamos de renovação ideológica com projeção de cenários e adaptações para que estejamos mais sólidos, firmes e seguros para o futuro próximo”.

Em seguida os participantes realizaram um minuto de silêncio em memória e homenagem a Arcênio Coelho Mendonça, dirigente falecido no último dia 18 de agosto.
Akl iniciou o discurso falando sobre a recessão e desemprego do país. “Mais de 900 mil brasileiros deixaram de ter planos de saúde somente no primeiro semestre. As operadoras estão emparedadas entre o atual cenário econômico, a judicialização da medicina, as multas desproporcionais da ANS, os preços das OPMEs e as demandas de reajustes de hospitais e laboratórios”, disse.

Após abordar detalhes dessas principais dificuldades enfrentadas pelas operadoras, Akl também mostrou os resultados da pesquisa da CNU realizada com os dirigentes. “Ficou claro que nossa principal função é vender, efetuar grandes contratos. Vocês também veem a CNU como facilitadora do intercâmbio, com número de citações espontâneas acima do registrado na pesquisa anterior, um expressivo reconhecimento dos investimentos financeiros, logísticos e em pessoal realizados para dar conta das demandas de nossas sócias”.

CLIQUE NOS LINKS E CONFIRA A COBERTURA COMPLETA

 

“O sistema de saúde é um sistema complexo, assim como o cérebro humano. É um sistema com vários agentes, cada um com sua função, mas que interagem. Dessa interação aparece algo que não é de responsabilidade de nenhum agente. E aí? Como resolver?”, questionou Clemente Nóbrega, na primeira palestra do evento.

LEIA MAIS

 

Além de falar sobre a criação, sua estrutura e números de crescimento da operadora, que completou seus 18 anos no último dia 20 de agosto, o presidente, Mohamad Akl,falou sobre o propósito da Central Nacional Unimed. “A Unimed nasceu com a missão de valorizar o trabalho médico, fortalecer os princípios cooperativistas e ser referência em saúde”, disse ele

LEIA MAIS

 

Carlos Ferreirinha, especialista em Inteligência de Gestão do Luxo e Premium na América Latina, fez a última palestra do primeiro dia. Com o tema “Novos mercados demandam novas competências”, traduziu os atributos de luxo para a realidade dos dias atuais e mostrou a importância em acompanhar as mudanças e evolução do mercado.

LEIA MAIS

 

“A Unimed Participações foi criada para atender a necessidade da Susep (Superintendência de Seguros Privados), pois para termos uma seguradora, era necessário ter uma holding, papel exercido pela Unimed Participações”, falou Nilson Luiz May, ao dar abertura ao segundo dia do evento.

LEIA MAIS

 

Luiz Paulo Tostes, diretor de Mercado, Marketing e Comunicação da Central Nacional Unimed, apresentou as estratégias comerciais adotadas pela operadora no último ano.

LEIA MAIS

 

Para falar sobre inovação na comunicação, o convidado foi Gustavo Caetano, fundador da Samba Tech, a maior plataforma de vídeos online da América Latina."A informação está disponível para todo mundo e as pessoas estão mais conectadas. É a primeira vez na história que o pequeno tem chance contra o grande, pois as armas são diferentes".

LEIA MAIS

 

A atual situação econômica, que tem causado grandes impactos nas empresas em todo o país, foi abordada por Ricardo Amorim, economista, debatedor do programa Manhattan Connection da Globo News e colunista na revista IstoÉ, realizou a palestra Brasil: desafios econômicos.

LEIA MAIS

 

“O cenário que temos pela frente na saúde suplementar é ruim e tende a ficar pior. Não há menor possibilidade de pensar em melhoria por enquanto. A saúde pública brasileira chegou ao fundo do poço e a única solução visível para o nosso judiciário e para o governo é o caixa da saúde privada”, afirmou Antônio Penteado Mendonça, sócio titular do escritório Penteado Mendonça e Char Advocacia.

LEIA MAIS

 

DEPOIMENTOS E SORTEIOS

Alguns participantes falaram sobre o evento e as palestras. LEIA MAIS

As fotos e apresentações estarão disponíveis no site da CNU. Acesse neste link.

 
Boletim Central é um informativo direcionado ao Sistema Unimed
editado pela equipe de Comunicação.

Jornalista responsável: Larissa Errerias (MTb 57.508).


Fale Conosco